A um ano de nós


2015 foi um ano intenso. Muita coisa acontecendo, tudo muito rápido. Um ano complicado para o Brasil. Quando dezembro chegou, o que mais vi foram as pessoas reclamando e pedindo por um 2016 melhor.

Para mim, particularmente, 2015 também foi intenso, mas por outros motivos. Meu último ano passado inteiramente dentro dos 20, o que me deixava apreensiva, também foi o ano em que eu mais estive em paz comigo mesma. Foi um ano de crescimento pessoal para fechar a crise de identidade que durou praticamente uma década. Um ano de ter os amigos mais incríveis o tempo inteiro ao meu lado (ainda que a centenas de quilômetros de distância geográfica) e de conhecer novas pessoas que quero manter na minha vida por muitos outros anos. Um ano de começar a deixar os medos para trás, a superar os meus complexos, de me sentir mais leve, mais viva, mais feliz. Um ano que se foi, mas me deixou com lembranças boas, o coração quentinho e a esperança de que 2016 será ainda melhor.

Bem-vindo a um choro que comove
A um céu que promete neve
Bem-vindo a quem sorri, a quem lança desafios
A quem troca os seus conselhos com os teus
Bem-vindo a um trem perto do mar
Faísca e chega a tempo para o Natal
Bem-vindo a um artista, à sua intuição
Bem-vindo a um novo ano para nós
A um ano de nós 
(Laura Pausini - Benvenuto)

Mudando de assunto, como eu comentei no primeiro post, primeiro de janeiro era a data que eu havia escolhido inicialmente para inaugurar o blog. Acabei começando três meses antes, mas continuei com os planos e vou tentar colocá-los em prática agora. A primeira mudança (e mais óbvia, no momento), é a de layout, que eu espero que vocês gostem tanto quanto eu. Mas a principal mudança é que eu quero postar mais (bem mais) e até criei uma agenda. Vamos torcer para que eu consiga. Também tenho postado bastante no Instagram e entrei em um projeto fotográfico, o Desafio Primeira. Quem quiser, me siga lá: cintiamcr.

Por último, criei uma página "Sobre", um formulário de contato e uma tag "English", com links em destaque na barra de menus. Os dois primeiros itens são óbvios. O último foi uma ideia que eu tive quando uma pessoa que não sabe português me disse no Twitter que queria ler um post específico. Escrevi a versão em inglês dele e penso em fazer isso com outros posts, só preciso organizar melhor meu tempo.

Enfim... Comentários são sempre bem-vindos, seja aqui, nas redes sociais, pessoalmente. Só não me liguem.

CONVERSATION

Back
to top