D52 - Isso, pra mim, não é diversão


De todos os temas do desafio, este foi um dos que achei mais estranhos. Não é algo sobre o que eu falaria por vontade própria, porque, ao contrário da maioria, não é pra falar sobre as minhas preferências, mas sobre coisas que outras pessoas fazem e me parece um olhar um pouco julgador, algo que tenho tentado evitar na minha vida. De qualquer forma, aqui estão minhas escolhas.

Desafio das 52 Semanas - Semana 16

Isso, pra mim, não é diversão


1. Arriscar a vida

Eu não consigo entender essa busca de adrenalina que leva as pessoas a arriscarem suas vidas para fazer certas coisas - como saltar de lugares perigosos ou dirigir em alta velocidade ou usar drogas - são coisas muito loucas pra mim, há formas mais seguras de se divertir.

2. Beber demais

Eu até entendo quem se afoga na bebida para se esquecer dos problemas, mas acho muito estranho ir para uma festa, por exemplo, ficar bêbado e não conseguir nem se lembrar de alguma coisa no dia seguinte. Qual a graça?

3. Reality shows de pessoas desocupadas

Sei que esse é um tópico delicado, porque muita gente gosta, mas tenho profunda aversão a todos os reality shows de pessoas desocupadas. Antes, eu adorava falar mal deles, mas, agora, eu até evito citar os nomes na internet, para não aparecer nas pesquisas (é uma coisa minha, tudo o que eu odeio muito, eu evito, porque é certo que vai aparecer algum ofendidinho pra encher o saco quando você fala mal de alguma coisa). Não consigo achar a menor graça nesses programas, acompanhar um inseto caminhando pela parede me parece mais interessante.

4. Fazer algo por obrigação

Uma coisa que me intriga na internet é ver as pessoas lendo ou assistindo coisas por um suposto senso de obrigação. E não falo daquela obrigação que me fez ler Os Ratos para entrar no CEFET, mas aquela coisa de fazer porque todo mundo está fazendo ou até se culpar por não ter gostado de algo (eu já cansei de ver gente se desculpando e é possível que, em outros tempos, eu mesma já tenha feito isso). Gente, parem! Se o livro está ruim, se o roteirista daquela série matou seu personagem favorito, se você acha horrível aquela música que todo mundo gosta, vai gastar o seu tempo com algo melhor. Comigo, não existe isso de "dar uma chance", porque não é como se a quantidade de livros e séries no mundo fosse limitada, aí se eu não ler/assistir qualquer coisa, eu vou estar perdendo muito. Pelo contrário, sabe? Todo mundo que eu conheço tem filas imensas e o tempo que é limitado, então pra quê insistir no que é ruim? A gente já tem muita obrigação na vida, se liberte dessa aí, poque todo mundo é diferente e você não é obrigado a gostar de nada.

A propósito, acabei de ouvir Work, da Rihanna, pela primeira vez e odiei.

5. Cozinhar

Outra coisa que me surpreendeu na internet foi quando descobri que existem MUITAS pessoas que GOSTAM de cozinhar (ou de ver os outros cozinhando!!!). Olha, parabéns pra vocês, eu não tenho paciência nem pra falar de comida.

Pronto, consegui. Não me odeiem, vamos conversar civilizadamente, você se diverte com alguma dessas coisas?

CONVERSATION

Back
to top