[D52] Meus maiores defeitos


Defeitos. O tema desta semana é interessante, mas de um jeito diferente da maioria. Eu tenho muitos defeitos. E eu sou colérica-melancólica, eles estão todos bem visíveis. Coléricos têm seus defeitos escritos na testa, com letras grandes em vermelho e negrito. Se você tem amigos coléricos e gosta deles, parabéns, você é um visionário, porque eu sei que nós não somos fáceis. Mas acho que esse assunto merece um post exclusivo, então não vou me estender mais nele, vamos seguir em frente.

Desafio das 52 semanas - Semana 21

Meus maiores defeitos

1. Gostar de brigar

É até difícil falar sobre isso, porque eu já imagino vocês lendo e me julgando, mas houve uma época em que eu brigava apenas pelo prazer de brigar. Hoje, eu já sou mais comedida, só entro em briga quando acho que vale a pena e quando sei que vou ganhar, porque perder não tem a menor graça. Mas tem horas que ainda é difícil me segurar, a discussão continua correndo na minha cabeça o tempo todo.

2. Teimosia

Eu sou muito decidida e, quando decido alguma coisa, é muito pouco provável que mude de opinião. Ainda mais improvável é mudar porque alguém insistiu até me convencer. Detesto dizer alguma coisa sem ter certeza, porque detesto mais ainda ter que voltar atrás. E, quando eu odeio alguma coisa específica - como sertanejo universitário, gatos ou reality shows de pessoas desocupadas - eu odeio de verdade, não tem como me fazer voltar atrás e tentar gostar só um pouquinho.

"Eu consigo ser flexível. Desde que tudo esteja exatamente do jeito que eu quero, eu sou totalmente flexível." Lorelai Gilmore definindo como eu me sinto com mudanças de planos.

3. Impaciência

Eu sou muito impaciente. Às vezes, as pessoas confundem a impaciência com ansiedade ou com drama, mas não é, eu só me irrito com facilidade. Se um problema existe, eu quero resolvê-lo, ou ficarei irritada. E fico irritada com quem atrasa a minha vida. Esse é até um dos motivos para eu não ter carro, já sei que não conseguiria perder tempo no trânsito, quando eu posso ir estudando e deixar o motorista do ônibus se estressar por mim.

"As pessoas estão particularmente estúpidas hoje, eu não posso falar com mais nenhuma." Michel Gerard e a citação que define muitos dos meus dias.

4. Sarcasmo

Para ser bem sincera, eu tenho dificuldades para reconhecer sarcasmo como defeito. Quando vejo alguém reclamando disso (no Twitter, normalmente), adivinhem o que acontece? Eu me irrito. E reviro os olhos da forma mais sarcástica possível. O que eu reconheço como um problema é que, às vezes (muitas vezes), o que eu digo soa sarcástico sem querer, então tenho que me policiar sempre. Principalmente quando estou no trabalho. Nunca vou me esquecer da conversa que tive com meu ex-chefe quando eu disse pra um usuário que ele não pensava. Sim, eu disse isso. Não, não foi por querer. Mas disse.

Penny sempre com as melhores expressões faciais. Confesso que há tempos eu vinha procurando uma desculpa pra usar uma delas aqui.

5. Complexo de culpa

Eu comecei o post falando sobre como tenho muitos defeitos e eu poderia escrever um livro sobre eles, mas me forcei a parar antes que o post ficasse mais auto depreciativo do que deveria e todo mundo saísse daqui me odiando. Aí chegamos no último item, que é quase que um resultado dos anteriores.

Meu complexo de culpa diminuiu bastante nos últimos dois anos, mas ainda é enorme. Eu sempre digo que a culpa é como um imã querendo me puxar o tempo todo e não sei se algum dia ficarei completamente livre dele (tecnicamente, a força magnética sempre vai existir, embora vá diminuindo com a distância). Eu sempre me sinto culpada por tudo, eu sempre acho que poderia ter feito mais (ou falado menos), sempre quero resolver todos os problemas do mundo. É exaustivo.

"Eu sempre ferro com tudo o que é bom." Alex Karev sendo eu de um jeito que apenas Alex Karev pré season 11 stupid person thing (Cíntia, foco!) e Bay Kennish conseguem ser.

A pessoa que criou esse desafio é das minhas, mostre os defeitos primeiro e mantenha apenas quem conseguir lidar com eles. Espero que vocês não me abandonem depois disso.

CONVERSATION

Back
to top