[Filme] De mal a pior (Walk of shame)

De mal a pior - A minha casa caiu - Walk of shame
Meghan Miles (Elizabeth Banks) é uma repórter que sonha em assumir a função de âncora de um telejornal. E o sonho está prestes a ser realizado. Entretanto, uma louca e romântica noite lhe deixa vagando sozinha pelo centro de Los Angeles, sem telefone, identidade, carro ou dinheiro. Ela possui apenas oito horas para superar todos os problemas e comparecer à uma importante entrevista de emprego, que pode mudar sua vida. (Fonte)
De vez em quando, eu me canso das séries e procuro por filmes aleatórios na Netflix. Normalmente, acabo optando por algum filme antigo que todo mundo já assistiu ou por algo que tenha sido recomendado diretamente a mim. Walk of Shame, por outro lado, era um filme do qual eu não sabia nada e ainda não tenho certeza do motivo que me levou a escolhê-lo - possivelmente, a presença de Elizabeth Banks e James Marsden, que não é bom ator, mas agrada ao olhar.

Após ler a sinopse e começar a assistir, eu tive a impressão de ser um filme que, embora tivesse algumas cenas engraçadas, era bobo e esquecível, daqueles que só servem para passar o tempo. À medida em que continuei assistindo, porém, alguns aspectos do filme foram prendendo a minha atenção cada vez mais.

Elizabeth Banks e James Marsden em De mal a pior (Walk of shame)

Vejam bem, a história passa muito longe de ser uma obra prima. Em alguns momentos, parece "filme de sessão da tarde", aquela coisa trash, que a gente só assiste e só gosta porque fez parte da nossa infância/adolescência. Algumas situações soam muito forçadas, não dá pra acreditar que alguém teria tanto azar quanto Meghan. E, embora Banks tenha um tempo de comédia excelente, o elenco de apoio é fraco. Mesmo não sendo nenhuma especialista em cinema, eu não tenho nenhuma dificuldade em enxergar todos esses defeitos. O que me deixou intrigada foi que todo o exagero inverossimilhança pareciam ter sido colocados ali de propósito. Parecia que o filme estava ali justamente para ser julgado por mim.

Walk of shame (que, em Português, pode ser De Mal a Pior ou A Minha Casa Caiu, então, vamos ficar com o título original) é todo sobre julgamentos. Meghan passa o tempo inteiro tentando se explicar. Explicar para a polícia que não é traficante, explicar para os traficantes que não é policial, explicar para as prostitutas que não é concorrente (o que me lembra da história de uma amiga que foi ameaçada por travestis quando voltava da faculdade, porque pensaram que ela queria disputar o ponto). As pessoas olham para ela e acham que sabem de toda a história, quando, na maioria das vezes, estão longe da verdade.

Elizabeth Banks em De mal a pior (Walk of shame)

Esse é um tema que me fascina, porque é algo que está presente na minha vida o tempo inteiro. Eu me irrito com os que se acham juízes, para depois me questionar se não estou fazendo o mesmo com eles. Todos nós assumimos coisas sobre as pessoas sem conhecê-las e, assim, os preconceitos vão se acumulando.

Sempre vou bater na tecla que os seres humanos são muito mais do que aparentam. Meghan aprende a lição de uma forma que ela não esperava e encontra refúgio com criminosos quando a polícia não a auxilia. E eu aprendi que dava para tirar algo de positivo até mesmo em um filme do qual eu não esperava absolutamente nada além de uma ou outra risada.

CONVERSATION

Back
to top