Canva - A descoberta do ano

Canva - A descoberta do ano

Hoje eu quero dar uma dica para quem tem blog ou que, por qualquer motivo, precisa eventualmente criar conteúdo gráfico, principalmente para quem não tem a menor aptidão para trabalhos visuais. Eu não tenho nenhuma aptidão para trabalhos visuais. Tudo o que eu faço - no blog, no trabalho e na vida - é com base em uma mistura de tentativa e erro com feeling, o que pode ser um sucesso ou um grande desastre.
Futuramente, pretendo fazer algum curso para melhorar minhas habilidades. Talvez eu até perca o medo do Photoshop, que nunca consegui usar. Felizmente, existem outras ferramentas que podem me ajudar enquanto isso não acontece.

Canva - A descoberta do ano

Descobri o Canva há alguns meses e é uma ferramenta que está sendo muito útil. Talvez vocês tenham notado - e, espero, gostado - que eu tenho trabalhado um pouco mais o aspecto visual nos posts, com citações e outros componentes gráficos. De vez em quando, também posto alguma coisa no Facebook, Twitter ou Pinterest. Era algo que eu sempre quis fazer, mas sempre achei muito difícil e nada me agradava. Não vou dizer que agora eu gosto de tudo, porque não dá para dispensar completamente a habilidade do usuário, mas gasto muito menos tempo para chegar a um resultado satisfatório.

Canva - A descoberta do ano
Clique para ampliar.
A facilidade de uso e a variedade de modelos foram o que me conquistou. Primeiro, você informa as dimensões do gráfico que deseja criar ou seleciona um dos tamanhos padrão, de acordo com o seu objetivo. Essa parte é especialmente útil na criação de conteúdos para as redes sociais, dado que cada uma tem suas dimensões preferenciais. Na imagem acima dá para ver algumas opções, mas existem muitas outras, incluindo capa para Twitter, Facebook e Google Plus, convites, cartões e até modelo de currículo.

Depois de escolher as dimensões, você terá dezenas de layouts à disposição. Você pode escolher um layout e personalizar a seu gosto. Pode trocar ou editar a imagem, mudar a fonte, acrescentar texto, ou utilizar algum dos ícones e formas disponíveis na aba "Elementos".

O exemplo abaixo é de um post para redes sociais, com o modelo que utilizei como base para as citações do post 3 livros que me surpreenderam.

Canva - A descoberta do ano - Modelo - Redes Sociais


Como eu disse, tudo muito simples, embora flexível. E tudo gratuito. Existe uma versão paga, o Canva for Work, que custa $9,95 por mês e oferece algumas facilidades a mais, mas a versão free me atende em tudo. Para quem quiser saber mais, o site Design School tem vários tutoriais (em inglês). Mas o melhor é explorar, ir testando até descobrir o que te agrada mais. E saber que, não importa o quão em cima da hora esteja, você ainda pode fazer algo bonito.

Acesse: https://www.canva.com/

Similares

O Canva não é a única ferramenta online que oferece modelos para criação de designs. Conheço outras duas que são parecidas, mas ainda não tive tempo ou necessidade de testar a fundo. Caso queiram conhecer, são elas: Fotor e Adobe Spark. Sei que o Fotor também possui uma ferramenta de edição de fotos e uma de colagens. Já o Spark permite o redimensionamento de trabalhos, algo que pode ser útil para quem quer reaproveitar o mesmo conteúdo em diversas redes sociais e que o Canva só oferece na versão paga.

Há algumas outras ferramentas que utilizo no blog, mas falarei delas em outras oportunidades. Por enquanto, brinquem um pouco com o Canva e depois me digam o que acharam. Espero que seja tão útil para vocês quanto tem sido para mim!

CONVERSATION

Back
to top