[D52] Lembra a minha adolescência


Hoje é dia de sessão nostalgia, o que eu adoro e fiquei bastante empolgada quando vi o tema do desafio desta semana. Adoro voltar no tempo, ainda que apenas em pensamento e, coincidentemente, novembro é o mês oficial da melancolia, então, por que não passar algum tempo por lá enquanto me lembro de todas essas coisas  - escrevendo e ouvindo playlists de músicas antigas no Spotify.

Desafio das 52 Semanas - Semana 45

Lembra a minha adolescência


1. Boy bands

Não há nada que me remeta mais à adolescência do que uma boy band. Boy bands são eternas, cada geração tem as suas (que são, obviamente, as melhores) e são sempre inesquecíveis. Ao começar a escrever o post, minha vontade foi entrar no Youtube, mas todos sabemos que o site de vídeos é um buraco negro capaz de sugar horas das nossas vidas, então, achei mais seguro evitar.

2. CEFET

Eu fui uma adolescente certinha, que praticamente só estudava. Desde cedo, tive consciência de que eu precisava disso se quisesse alguma coisa na vida, então, por três anos, aquela escola foi a minha vida. Tenho tantas lembranças lá! Os dois campi em que estudei são no caminho da minha casa para o trabalho, passo por eles todos os dias e meu sentimento por aquele lugar continua o mesmo, doze anos depois.

3. Dançar

Algo que nem todos sabem sobre mim - e ninguém deve imaginar, considerando a minha delicadeza de rinoceronte para me movimentar - é que eu dançava na igreja. Dançar nunca foi minha paixão, o que eu queria era cantar, mas as regras da igreja não me permitiam naquele momento, então, aceitei quando me convidaram para, junto com quatro amigas, fundar o grupo de coreografia. Não me lembro das datas exatas, mas sei que fiquei por cerca de quatro ou cinco anos durante a segunda metade da minha adolescência.

4. Coleção Vagalume

A clássica coleção Vagalume, que certamente faz parte das lembranças de qualquer um que fosse frequentador assíduo da biblioteca da escola. Nos primeiros anos da minha adolescência, eu perdi as contas das vezes que li cada um dos meus favoritos. Pelo que me lembro, passei das 10 vezes com Sozinha no Mundo, o primeiro livro que comprei. Ainda penso nele quando vejo assistentes sociais, mulheres de tailleur ou óculos com aros de tartaruga.

5. Novelas

Eu não acompanho uma novela há mais de dez anos, nem lembro mais que elas existem e não faço a menor ideia do que está no ar atualmente. Por isso, mesmo que elas ainda existam e façam parte das vidas de milhares de pessoas, para mim, parecem algo que ficou pra trás - junto com minhas ex bandas favoritas, meu Ensino Médio, meus vestidos de dança e meus livros antigos. Tenho muito boas lembranças de tramas que, hoje, eu tenho certeza que acharia péssimas (embora eu agora me arrependa de não ter incluído Paola Bracho e Nazaré Tedesco em meu rol de vilões favoritos).

Por fim, já que eu abri a lista falando de boy bands e fechei falando de novelas, só existe uma forma de correta de encerrar este post.

me>

CONVERSATION

Back
to top