Gilmore Girls - Meus episódios favoritos


No dia vinte e dois de fevereiro de 2001, foi ao ar o décimo quarto episódio da primeira temporada de Gilmore Girls, That Damn Donna Reed. Na primeira cena, mãe e filha estão reunidas com o namorado de Rory para assistir ao The Donna Reed Show. Dean não sabe do que se trata e, quando elas explicam, ele assume aquela expressão de dúvida que todos os seriadores já receberam de alguém próximo e pergunta, "Então, é uma série de TV?", ao que Rory replica "É um estilo de vida" e Lorelai completa "É uma religião".


Nove anos após o término da sétima temporada, eu me pergunto se Amy Sherman-Palladino, criadora da série e roteirista do episódio citado, tinha ideia do quão metalinguística aquela cena se tornaria. Hoje, muitas séries chegam à metade da primeira temporada sem a certeza de voltar do hiato de fim de ano, tampouco de ser renovada para a temporada seguinte, mas Amy parecia ter uma intuição profética.


Não, Dean, não é uma simples série de TV. Gilmore Girls é uma entidade, uma amiga. Aquelas pessoas, com todas as suas manias, são muito reais para serem chamadas de apenas personagens. São pessoas cujos sucessos e fracassos eu acompanhei por tanto tempo, que fico exultante quando penso que, em pouco mais de uma semana, terei mais 360 minutos delas. Pessoas em quem eu gostaria de bater, mas a quem defendo como a meus pais ou minhas irmãs, porque tem um pouquinho de mim em cada uma delas (menos no Dean, dele vocês podem falar mal).

É isso o que torna a série tão especial. Os diálogos inteligentes e os eventos peculiares de Stars Hollow não teriam o mesmo apelo se não houvesse a empatia por seres tão absurdamente humanos.

Uma lista de quinze episódios favoritos é pouco, assim como seria qualquer coisa que eu escrevesse. Mas esta não é a primeira e certamente não será a última vez que vocês verão minha série favorita por aqui. Daqui a algumas semanas, tem mais.

(Observação: Se passou de 7 dias, já não é mais spoiler.)

Gilmore Girls - Meus episódios favoritos


1x10 - Forgiveness and Stuff

O natal da família Gilmore não sai conforme o planejado. Dean garante a Lorelai que nada aconteceu quando ele e Rory dormiram juntos.


Este é o episódio em que o Richard sofre seu primeiro infarto e que tomou um novo sentido após a morte do ator Edward Herrmann, em 2014. Na primeira vez que assisti, confesso que não prestei a devida atenção aos avós Gilmore, mas passei a amar ambos na segunda vez. O primeiro infarto tem uma das cenas mais doloridas da série, quando Emily exige morrer primeiro - o que, graças à vida real, já sabemos ser impossível. Para melhorar, tem o Luke demonstrando o quão maravilhoso ele é e como ele sempre estará lá pela Lorelai, mesmo muito antes dela perceber.

2x5 - Nick & Nora/Sid & Nancy

Lorelai tenta convencer Luke a não cuidar do seu sobrinho Jess, que desperta o interesse de Rory.


Eu amo o Jess. Não é porque a boca torta do Milo é uma gracinha com aqueles olhos castanhos, ou porque ele gosta de ler, ou porque ele combina mais com a Rory do que os outros dois, eu amo o Jess por princípio. É quase como se eu fosse fisicamente incapaz de não amar um personagem como ele, eu tenho convicção que a minha missão na vida é fazer as pessoas gostarem dos personagens que estão lá para que elas os odeiem. Porque quando alguém diz "ali está um personagem rebelde/bad boy/pessoa horrível", eu ouço "ali está um personagem que já sofreu tanto na vida, que não consegue deixar ninguém ser legal com ele", e esse episódio mostra isso.

Além do mais, por mais que eu o ame, Jess sendo empurrado no lago pelo Luke é uma das melhores cenas da vida.

2x21 - Lorelai's Graduation Day

Com Lorelai prestes a concluir a faculdade, a filha faz convites às escondidas para a festa de formatura. Rory viaja a Nova York.


Se tem uma coisa que Gilmore Girls sabe fazer bem, são formaturas. Essa tem o diferencial da Rory não estar presente, o que acrescentou um nível de tensão. Há alguns dias, li um artigo que fala sobre esse episódio ser aquele em que é impossível odiar a Rory. Eu tenho sentimentos contraditórios com relação à Rory, pois ao mesmo tempo em que me identifico com a dedicação dela, eu não suporto personagens que são bons demais e nunca podem estar errados. Mas esse episódio realmente faz pensar, porque é um daqueles em que ela faz uma besteira enorme E reconhece isso. Naquele dia, ela foi apenas uma menina que magoou a mãe. Quem nunca?

3x7 - They Shoot Gilmores, Don't They?

Lorelai obriga Rory a ser sua parceira na maratona de dança de Stars Hollow, onde Rory não para de brigar com um menino.


Eu amo o Jess e detesto o Dean, então nem preciso dizer o porquê deste episódio estar entre os favoritos. Apesar de ter me irritado MUITO com as atitudes da Rory nessa época - por mais insuportável que o seu namorado seja, você não fica dando ataques de ciúmes por outro garoto sem terminar o namoro primeiro - eu não consigo não gostar. E tudo acontece em uma maratona louca que só poderia ter acontecido ali, em Stars Hollow.

3x21 - Here Comes the Son

Jess cruza o país para visitar alguém. Rory ajuda Emily a escolher a roupa para sua formatura e acaba gerando um conflito com Lorelai.


Jess de novo. Jess sofrendo e partindo o meu coração. Esse menino só precisa de carinho, como alguém pode não enxergar isso?

3x22 - Those Are Strings, Pinocchio

Rory e Lorelai se preparam para a formatura, mas casos de força maior ameaçam arruinar a festa.


Mais uma formatura, a minha favorita, e mais Jess me fazendo chorar.

4x16 - The Reigning Lorelai

Richard fica arrasado por uma perda repentina, e Emily tem um choque ao encontrar uma antiga carta que tinha seu marido como destinatário.


Mudando um pouco de personagem favorito, vamos falar da Emily. Ela pode não se chamar Lorelai, pode não ser uma Gilmore de nascimento, mas é a verdadeira rainha dessa série. E a Kelly Bishop é TÃO BOA! Ela é incrível. Qualquer episódio com foco na matriarca Gilmore é um bom episódio.

4x22 - Raincoats and Recipes

Lorelai convida amigos e familiares para ensaiar a inauguração da pousada. Dois pretendentes ficam de marcação cerrada em Lorelai.


Ah, a pousada! Depois de uma temporada inteira, finalmente, a Dragonfly Inn será inaugurada, com a presença de todas aquelas figuras de Stars Hollow - destaque para o Kirk correndo pelado e interrompendo o beijo pelo qual nós tanto esperamos.

5x13 - Wedding Bell Blues

Lorelai e Rory organizam uma festa para Emily. Richard e Emily reatam o casamento. Rory conta a Logan o que quer dele.


O centésimo episódio da série tem de tudo um pouco. E tem, novamente, Emily reinando, para o bem ou para o mal. A cena final, em que a Lorelai diz à mãe que elas "terminaram", é uma das mais tristes.

6x8 - Let Me Hear Your Balalaikas Ringing Out

O ex-namorado de Rory revela que está obtendo sucesso e a faz questionar suas escolhas na vida.


Eu amo esse episódio e amei ainda mais essa sinopse da Netflix. Ver o meu menino Jess voltando assim é a prova de que eu estava certa em confiar nele e não consigo evitar sentir um orgulho imenso quando meus favoritos crescem dessa forma. (E não vamos nos esquecer que foi ele quem convenceu a Rory a voltar para Yale.) Só é uma pena que eu não tenha podido acompanhar esse crescimento.

6x13 - Friday Night's Alright For Fighting

Rory tenta publicar o jornal da escola antes da saída da equipe. A família Gilmore compartilha suas frustrações.


Olhando de forma isolada, este talvez seja o melhor episódio da série. Tem o Luke lidando com a April - que, digam o que quiserem, é adorável. Também tem a Rory administrando o jornal, um dos melhores momentos dela. E termina com essa sequência sensacional dos quatro Gilmore discutindo no jantar de sexta. Esse final é o melhor do melhor. Diálogos afiados, atuação no ponto, direção impecável.

6x19 - I Get A Sidekick Out of You

Lane dá um grande passo na vida depois que ela e a mãe brigam para acomodar uma visita inesperada. Lorelai se deixa levar pelos sentimentos.


Uma das coisas que eu mais gosto em Gilmore Girls é que os personagens coadjuvantes (ou, pelo menos, a maioria deles, já que são muitos) também têm história. E, no quesito romance, as histórias das melhores amigas - Sookie, Lane e Paris - são muito melhores que as das protagonistas. Eu adoro a ironia da Lane, depois de tentar se afastar ao máximo de quem a mãe gostaria que ela fosse, acabar se casando nova e virgem (e engravidar logo em seguida). Gosto mais ainda da surpresa de conhecer a relação também atribulada da Mrs Kim com sua própria mãe. E as cenas dos casamentos - o budista para a vó, o cristão para a mãe e a festa para os noivos - são todas ótimas, incluindo a parte em que a Lorelai passa vergonha.

7x16 - Will You Be My Lorelai Gilmore?

Rory vai a uma entrevista. Lorelai precisa apaziguar o clima entre Lane e sua mãe. Logan faz uma revelação a Rory.


Mais sobre Lane! Para mim, as Garotas Kim salvaram a sétima temporada. Nesse episódio, destaque para a parte em qeu "Lorelai precisa apaziguar o clima entre Lane e sua mãe". As relações de mãe e filha se espelham em todos os cantos da série e gosto muito quando Lorelai assume esse papel mais responsável, tendo que olhar para a própria relação dela com a Emily por outro ângulo.

7x19 - It's Just Like Riding a Bike

Após um encontro estranho, Lorelai e Luke começam a brigar. Rory recebe uma carta que afeta seus planos.


Lorelai e Luke. Paris e Doyle. Sookie e Jackson. Três casais que passam o episódio inteiro brigando e é muito divertido. Eu não gosto de casais muito românticos ou dramáticos, não tenho a menor paciência, mas adoro essas picuinhas.

A única coisa que eu nunca aceitei foi a Paris ter escolhido Medicina. Espero que ASP tenha mudado isso, porque a Paris Geller que eu conheço nasceu para fazer Direito (e, de preferência, trabalhar em um lugar menos mortal que o escritório de Annalise Keating).

7x20 - Lorelai? Lorelai?

Rory tem um pesadelo sobre seu futuro. Uma visita fala com Lorelai sobre o futuro de Rory. Lorelai abre o coração em uma noite de karaokê.


Para terminar, nada melhor que o Luke assistir à Lorelai cantando I Will Always Love You - e as implicações que isso causou nos episódios seguintes. Lorelai sabe como ninguém como pagar mico quando está apaixonada, mas o Luke merece.

Por enquanto, fico por aqui, mas vocês sempre podem me seguir no Twitter, porque lá toda hora é uma boa hora para falar de séries.

CONVERSATION

Back
to top